Hospital Especializado
Entre em contato (16) 3913-0004

O Hospital Especializado de Ribeirão Preto tornou-se nos últimos anos uma referência regional e nacional nas cirurgias de mão, tanto nos procedimentos ósseos quanto em artroscopias e microcirurgias reconstrutivas.

A instituição possui corpo clínico capacitado, equipamentos e técnicas cirúrgicas avançadas para solucionar todos os tipos de casos, entre eles os traumas, como lesões cortantes, esmagamentos, amputações e fraturas; sequelas de traumas, como as pseudoartroses; doenças degenerativas, como artroses e tendinoses; doenças compressivas de nervos e tendões e tendinopatias.

As mãos são as principais ferramentas de trabalho da maior parte da população ao mesmo tempo em que estão expostas a diversos riscos de acidentes. Quando estes ocorrem, um socorro rápido e eficiente é fundamental para que sequelas graves sejam evitadas.


No Hospital Especializado, traumatismos complexos e lesões nas mãos recebem uma atenção especial e são tratados somente após uma detalhada análise de cada caso,  envolvendo inovadoras técnicas cirúrgicas e microcirúrgicas capazes de reconstruir até a ligação entre pequenas veias desses membros.

  • O campo de atuação do cirurgião de mão é amplo e inclui a prevenção, o diagnóstico e o tratamento de diversos tipos de lesões: congênitas, cutâneas, tendíneas, ósseas, neurológicas, vasculares, tumorais, degenerativas, infecciosas, inflamatórias, reumatológicas, síndromes dolorosas, doenças profissionais e esportivas;

  • O Hospital Especializado está apto para atuar em todo o membro superior, incluindo problemas que acometam os ombros, cotovelos, antebraços e punhos, utilizando as mais avançadas técnicas da microcirurgia em procedimentos que podem levar muitas horas de duração na busca da precisão e perfeição;

  • Com 37 articulações interligadas, fortes e precisas, a mão é um órgão sensitivo-motor formado por componentes ósseos e cartilaginosos, sendo provida de ligamentos, músculos, nervos e tendões que também estão sujeitos a traumas graves e diversos tipos de doenças;

  • Somente em 2014 foram registrados em todo o Brasil mais de 74 mil casos de afastamento no trabalho por traumatismo de cotovelo, antebraço mãos e punho, segundo dados do INSS.