Hospital Especializado
Entre em contato (16) 3913-0004

A cirurgia oncológica, um dos tripés para o tratamento do câncer ao lado da quimioterapia ou da radioterapia, se aplica a uma grande quantidade de tumores e vem proporcionando resultados cada vez melhores e com procedimentos mais conservadores.

Usada hoje no diagnóstico, estadiamento e tratamento de quase todos os tumores sólidos, a cirurgia oncológica no Hospital Especializado possui enfoque multidisciplinar de tratamento gerando melhores resultados em termos de cura, sobrevida e, principalmente, de qualidade de vida.

Caracterizado pela proliferação anormal, rápida e desordenada das células formando um tumor, o câncer se desenvolve como resultado de alterações genéticas. A manifestação hereditária corresponde a parte dos casos, isto é, quando existem parentes de primeiro grau com a doença. Mas a maioria das notificações têm origens ligadas a fatores como exposição à radiação, obesidade, sedentarismo, alcoolismo e alimentação inadequada, entre outras.

Em sua fase inicial, o câncer pode ser controlado ou curado através do tratamento cirúrgico, quando este for a indicação para o caso. O planejamento cirúrgico deve incluir todos os cuidados referentes aos princípios gerais da cirurgia e ao preparo do paciente e seus familiares sobre as alterações fisiológicas ou mutilações que poderão advir do tratamento.

  • A sociedade brasileira vive hoje, na área de saúde, o grande desafio de enfrentar o câncer de mama, o de maior incidência nas mulheres e uma das maiores causas de morte da população feminina do país. Só em 2015, estimou o Instituto Nacional do Câncer (Inca), foram registrados cerca de 57 mil novos casos, o que equivale a 56 ocorrências a cada 100 mil mulheres;

  • As equipes de cirurgia oncológica, cirurgia plástica e microcirurgia reconstrutiva do Hospital Especializado atuam simultaneamente e utilizam técnica que permite o transplante microcirúrgico de retalhos de área das regiões inguinal ou do pescoço contendo veia, artéria e gânglios ou vasos linfáticos para a região da axila, reestabelecendo as conexões e o funcionamento do sistema linfático interrompido com o esvaziamento terapêutico realizado durante a extração parcial ou total da mama;

  • O tratamento cirúrgico do câncer pode ser aplicado com finalidade curativa ou paliativa. Curativo quando indicado nos casos iniciais da maioria dos tumores sólidos, o tratamento radical compreende a remoção do tumor primário com margem de segurança e, se indicada, a retirada dos linfonodos das cadeias de drenagem linfática do órgão-sede do tumor primário;

  • O tratamento cirúrgico paliativo, por sua vez, visa reduzir a população de células tumorais ou controlar sintomas que põem em risco a vida do paciente ou comprometem a qualidade da sua sobrevivência;

DICA ESPECIALIZADA

Para evitar o Câncer de Mama, é essencial que as mulheres se conscientizem de que a prevenção é o melhor caminho. Visite seu médico regularmente e faça exames periódicos, incluindo a mamografia e o autoexame, sendo este último podendo e devendo ser realizado no dia a dia, em casa mesmo.