Hospital Especializado
Entre em contato (16) 3913-0004

No Brasil, estima-se que 1 milhão de habitantes se queimem por ano, na maioria das vezes com líquidos aquecidos, agentes químicos, álcool, superfícies aquecidas ou eletricidade Nos casos mais graves, o queimado, com muita frequência, perde sua identidade física de forma radical e definitiva.

Lesões na pele causadas por calor, eletricidade, substâncias químicas, atrito ou radiação, as queimaduras podem ser de primeiro grau quando afetam apenas a camada superficial da pele. Quando comprometem também algumas das camadas inferiores são denominadas queimaduras de segundo grau. Aquelas em que todas as camadas de pele são afetadas denominam-se queimaduras de terceiro grau. Se existem lesões em tecidos mais profundos, como músculos e ossos, são de quarto grau.

O tratamento depende da gravidade - as queimaduras superficiais podem ser tratadas apenas com analgésicos enquanto as de maior gravidade requerem internamento prolongado e tratamentos cirúrgicos, como enxertos de pele.

Embora as queimaduras de grande extensão possam ser fatais, os tratamentos modernos melhoraram substancialmente o prognóstico, sobretudo em crianças e jovens adultos. O Hospital Especializado tornou-se uma referência nacional para queimados recebendo inclusive prêmios e indicações por resultados obtidos em tratamentos pioneiros.

  • O trabalho “O emprego dos retalhos livres em pacientes queimados: experiência de 378 retalhos em 360 pacientes”, do Hospital Especializado, foi escolhido vencedor em 2016 pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica os estudos focados em queimaduras. Entre centenas de trabalhos inscritos também foi um dos 10 finalistas ao Prêmio Ivo Pitanguy 2016, a mais prestigiada e importante premiação em cirurgia plástica reconstrutiva no Brasil;

  • Esta importante técnica cirúrgica de transplante de retalhos livres na recuperação de pacientes com queimaduras graves, principalmente em regiões do corpo com articulações, como braços e pescoço, preserva a mobilidade das áreas atingidas e proporciona uma melhor qualidade de vida;

  • As contraturas causadas pelas queimaduras graves podem ser tratadas das formas mais diversas no Hospital Especializado, e o emprego dos retalhos livres têm trazido bons resultados de acordo com a experiência documentada na instituição;

Os retalhos livres são uma ferramenta essencial do arsenal terapêutico do cirurgião plástico e que, nas queimaduras dos membros e da cabeça e pescoço, as indicações dos retalhos devem ser precoces, pois reduzem o tempo de internação e o número de cirurgias quando comparados aos tratamentos convencionais.