Hospital Especializado
Entre em contato (16) 3913-0004

A microcirurgia reconstrutiva está no DNA do Hospital Especializado se integrando com suas demais especialidades. Trata-se de área de atuação da medicina na qual a equipe médica, através de meios de magnificação (microscópios e lupas de grande aumento) torna-se capaz de reimplantar segmentos do corpo - mãos, dedos, braços, nervos, etc - e/ou reconstruir outros como mandíbula, língua, pênis e mama, representando um dos principais diferenciais do Hospital Especializado de Ribeirão Preto


A especialidade, cuja importância cresce cada vez mais no exercício da medicina mundial, utiliza técnicas de microanastomoses vasculares, ou seja, a ligação de dois pequenos vasos sanguíneos, de até um milímetro de diâmetro, em procedimentos de reconstrução. Desta maneira, é possível retomar a circulação num segmento do corpo que tenha sido desprendido mas que mantenha seus vasos sanguíneos principais.


Isso ocorre nos reimplantes de segmentos amputados traumaticamente. Assim, ocorrências graves que no passado não dispunham de tratamento na medicina, como perdas ósseas, de membros e cutâneas extensas, lesões nervosas e tantas outras, passaram a ter solução. A evolução da microcirurgia reconstrutiva proporcionou aos pacientes esperança, melhor qualidade de vida e uma reinserção mais rápida e efetiva ao convívio social e ao trabalho.


O Hospital Especializado desenvolveu técnicas premiadas de microcirurgia reconstrutiva. Uma delas utiliza a pele do dorso da mão, mais fina e com espessura aproximada de 1,2 milímetro, em transplantes para todas as áreas do corpo onde as necessidades exijam uma pele com essas características, como o dorso do pé, assoalho da boca, dedos e orelhas.


Outra possibilita excelentes resultados no tratamento do câncer de mama através do transplante microcirúrgico de retalhos de área das regiões inguinal ou do pescoço contendo veia, artéria e gânglios ou vasos linfáticos para a região da axila. Esse procedimento reestabelece as conexões e o funcionamento do sistema linfático interrompido com o esvaziamento terapêutico realizado durante a extração parcial ou total da mama.


  • A eficácia dos tratamentos e procedimentos cirúrgicos foi aprimorada com o uso dos retalhos livres, ou retalhos microcirúrgicos. Eles podem ser partes de músculos, ossos, pele ou segmentos complexos com diversos tecidos juntos. São retirados cirurgicamente do corpo, com seus vasos sanguíneos com o objetivo de serem utilizados em outro segmento do mesmo paciente para reconstruir uma área perdida;


  • Ribeirão Preto já pode ser considerada oficialmente um dos principais centros do país na área de cirurgia plástica. Isto porque a equipe médica de microcirurgia reconstrutiva do Hospital Especializado de Ribeirão Preto ganhou em 2015 a principal premiação nacional concedida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Prêmio Ivo Pitanguy, criado nos anos 90, um reconhecimento especial para qualquer hospital do país;


  • A microcirurgia reconstrutiva é realizada nos mais diversos procedimentos em diferentes regiões do corpo em lesões de nervos periféricos, lesões do plexo branquial, reimplantes e revascularizações, reconstrução dos membros, reconstrução em cabeça e pescoço, reconstrução óssea e reconstrução dos dedos;


  • Vale lembrar que até 2020 o trauma, principalmente por acidentes e violência, se transformará na principal causa de morte em todo o mundo. As especialidades de cirurgia plástica e microcirurgia reconstrutiva serão cada vez mais requisitadas para diminuir os números e impactos dessa realidade e aperfeiçoar os tratamentos de sobreviventes e vítimas de trauma, que devem sempre ser atendidos com o máximo de presteza visando aumentar as chances de melhor recuperação.